sexta-feira, 31 de março de 2017

PRIMEIRO ENCONTRO DOS ESTUDANTES DE PIBID ACONTECEU NO DIA 24 DE MARÇO NO CAMPUS SEDE






Com a presença de estudantes de licenciatura, supervisores e coordenadores do Programa Institucional  de Bolsas de Iniciação a Docência PIBID ( Claudia Paes Alves e Leandro Costa) aconteceu no dia 24 de março o primeiro encontro dos estudantes do PIBID para organização das atividades 2017.

FOTO DO ESTUDANTES DO CURSO DE LICENCIATURA E BACHARELADO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICA


PRIMEIRO ENCONTRO DO GRUPO DE HISTÓRIA DE BIOLOGIA 2017








Aconteceu na sexta-feira dia 17 de março a primeira reunião do Grupo da Historia da Biologia, onde a profa. Ana Lúcia da Costa Ribeiro coordenou as apresentações dos trabalhos dos estudantes Matheus da Motta Braga ( A História do Surdo) e Pablo Raphael Vieira Fernandes (Eugenia). A reunião teve como objetivo apresentar a proposta do grupo para 2017.








RODA DE BIÓLOGO





             Na formação dos futuros biólogos é importante o contato dos estudantes com profissionais da área. Nesse contexto o Curso de Ciências Biológicas do UNIFESO lançou no ultimo dia 16 de março mais uma atividade a RODA DE BIÓLOGOS, com a proposta de uma conversa sobre a vida profissional do convidado, sem o rigor de uma palestra, será uma conversa do profissional com os estudantes para relatar o seu trabalho. A professora Márcia Emília Moreira de Luca, conversou com os estudantes de bacharelado do segundo ano,  na conversa a profa. Márcia relatou a sua trajetória profissional na área da Biofísica das radiações. 
               Os estudantes presentes aprovaram o novo trabalho desenvolvido pela coordenação de ciências biológicas.




BIÓLOGOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS E SEMENTES

O mundo do RNA

No dia 16 de março a Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Biociências  Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes (UERJ) e  egressa do Curso de Ciências Biológicas a profa. Keila da Silva Canuto apresentou para os estudantes e professores o Mundo do RNA.  A profa. Keila explicou os avanços nesta área do conhecimento e o trabalho desenvolvido por ela no seu projeto de doutoramento. A palestra foi acompanhada atentamente pelos estudantes e pelos professores presentes Liane Pitombo, Leandro Costa e Marcia De Luca. 





Aedes aegypti: o que torna tão eficiente como vetor?

                  A egressa do Curso Marina Duarte, que  atualmente cursa pós-graduação no Instituto Oswaldo Cruz, apresentou no dia 10 de março a palestra sobre:  Aedes aegypti: o que torna tão eficiente como vetor? Na oportunidade a palestrante teve a oportunidade de  explicar a chegada do mosquito ao Brasil, o ciclo de vida e a sua ecologia e as doenças provocadas pelo mosquito. Estiveram presentes a palestra os pais da marina e Raul marques Mestre em Entomologia pela UFV. 




Com conceito muito bom, avaliação do MEC autoriza recredenciamento do UNIFESO






publicado em: 02/03/17

O Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) recebeu o conceito 4, em uma escala de 1 a 5, no processo de avaliação institucional externa para Recredenciamento do Ministério da Educação (MEC). O relatório foi divulgado no dia 2 março, sendo o excelente resultado motivo de comemoração entre dirigentes, professores, funcionários técnico-administrativos e estudantes. Em nota de agradecimento, o professor Luis Eduardo Possidente Tostes, Diretor Geral da Fundação Educacional Serra dos Órgãos (FESO), reconheceu a colaboração de todos e reafirmou “o compromisso na promoção de educação de qualidade, contribuindo para a inclusão social e o desenvolvimento da região”.
“Para os estudantes é uma valorização do diploma, e para a comunidade acadêmica em geral é motivo de festa e enriquecimento. O processo de avaliação trouxe um fortalecimento para a Instituição e um sentimento de força do nosso grupo, pois envolveu a colaboração de todos os segmentos que estiveram empenhados neste processo”, constatou a professora Verônica Santos Albuquerque, Reitora do UNIFESO. 
A Comissão Avaliadora formada pelos professores Magali Benjamim de Araújo (coordenadora), Ana Maria Fontenelle Catrib e Eduardo Guerini, visitou os campi de 19 a 23 de fevereiro em um processo criterioso de avaliação, incluindo a análise documental da Instituição e reuniões com dirigentes e gestores, coordenadores de cursos, funcionários, estudantes e membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA), além de visitas realizadas às instalações físicas. “São professores que vêm de fora do estado e não conhecem bem Teresópolis, mas nesta visita identificaram a relevância do UNIFESO para a cidade e região, no que diz respeito à geração de emprego e renda ao município e a importância do atendimento ao SUS através do Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano, por exemplo”, observou a Reitora. 
De acordo com o relatório do MEC, alguns itens tiveram destaque recebendo o conceito mais alto (nota 5). Entre eles estão os projetos e programas de extensão, “que priorizam as práticas direcionadas ao atendimento das necessidades sociais e áreas dos cursos ofertados” e as políticas institucionais e ações acadêmico-administrativas para a extensão, que “são oferecidas à comunidade, interna e externa, ações de extensão sobre temas específicos e de interesse institucional”. Também receberam o conceito 5 as bibliotecas, que contam com Sistema Integrado (SIB UNIFESO). Foram destacados a infraestrutura física “com atendimento especializado em seus diversos campi, com 36.000 títulos e 75.000 exemplares, disponibilizado para discentes, docentes, egressos e comunidade externa de Teresópolis”, e os serviços e informatização, que “auxiliam docentes, discentes, pesquisadores, funcionários, egressos e usuários externos, com consulta em plataforma interativa ao acervo físico e digital, com todos os exemplares catalogados nas unidades”.
Sobre o Centro Universitário
De acordo com o Portal do MEC, são considerados Centros Universitários as instituições de ensino superior pluricurriculares, abrangendo uma ou mais áreas do conhecimento, que se caracterizam pela excelência do ensino oferecido, comprovada pela qualificação do seu corpo docente e pelas condições de trabalho acadêmico oferecidas à comunidade escolar. Os centros universitários credenciados têm autonomia para criar, organizar e extinguir, em sua sede, cursos e programas de educação superior.
O credenciamento como Centro Universitário Serra dos Órgãos completou ano passado 10 anos, mas a história da Fundação Educacional Serra dos Órgãos – FESO, mantenedora do UNIFESO, com a cidade e região já vem de há mais de meio século. A FESO foi criada em 1966 por um grupo de pessoas, setores e instituições da sociedade civil organizada. A instituição foi organizada como fundação de Direito Privado sem fins lucrativos passando a ser reconhecida como de Utilidade Pública Municipal em 1983. O processo de implantação iniciou em 1970 com a criação da Faculdade de Medicina – FMT. Em 1975, foram criadas as faculdades de Administração e Ciências Contábeis. Em 1982, foi criado o Centro Educacional Serra dos Órgãos (CESO) para atender à educação básica e em 1985, o curso de Graduação em Enfermagem. As Faculdades Isoladas foram transformadas em Faculdades Unificadas, com autorização do MEC, em 1994. Em 1995, foi implantado o curso de Tecnologia em Processamento de Dados, passando a Bacharelado em Ciência da Computação em 2006. Em 1997, a FESO encampou a Fundação Theodor Heuberger – PRO ARTE, para fomentar atividades artísticas e de incentivo à cultura. Em 1998, foi criado o curso de Pedagogia, seguido, em 1999, pelos cursos de Odontologia e Direito. Em 2000, foi implantado o curso de Medicina Veterinária e em 2001, o curso de Fisioterapia.
Em 1972, a FESO firmou convênio com a Prefeitura de Teresópolis para atuar no Hospital das Clínicas de Teresópolis, posteriormente certificado pelo MEC/MS como hospital de ensino e incorporado como unidade própria do UNIFESO. Entre 2001 e 2004, foram criados: a Odontoclínica, a Clínica Veterinária, o Núcleo de Prática Jurídica e a Clínica de Fisioterapia, atendendo a necessidade de implantação dos novos cursos. Em 2006, a Instituição foi então credenciada como Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO). A demanda por cursos novos aumentou. Foram implantados os seguintes cursos: Farmácia, em 2008, em 2009, os cursos de Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura, Engenharia Ambiental e Sanitária, Matemática e Engenharia de Produção. Por último, o Curso de Engenharia Civil, em 2015. Em 2015 a IES constituiu o Núcleo de Educação a Distância (NUED), objetivando o credenciamento para a educação a distância em nível de pós-graduação, o que se concretizou em 2016.

Fonte: Gerencia de comunicação do UNIFESO