segunda-feira, 28 de agosto de 2017

PALESTRA SOBRE A NOVA LEI DO ENSINO MÉDIO E INCLUSÃO

            No dia 28 de agosto a profa. Soraya Blóis (Diretora adjunta do C.E. Edmundo Bittencourt), a convite da profa. Nathalia  que ministra as disciplinas de LIBRAS e Fundamentos da Educação Inclusiva e Organização da Educação Básica, ministrou para os estudantes de licenciatura palestras uma sobre o novo Ensino Médio e a importância da inclusão nas escolas.





AÇÃO SOCIAL dia 26 de agosto de 2017 - BAIRRO DE SÃO PEDRO




 


No dia 26 de agosto a ciência itinerante esteve presente no Bairro de São Pedro, na ação social onde os cursos do CCS levaram ações de saúde para a população local. 



sexta-feira, 25 de agosto de 2017

VISITA DO CESO A FLORESTA-ESCOLA




       


                  Na sexta-feira dia 25 de agosto a floresta-escola, recebeu o Centro Educacional Serra dos Órgãos (CESO) para uma atividade diferente de Educação ambiental, na floresta-escola. Os monitores da Floresta escola, acompanhados pelos professores Liane Franco Pitombo e Carlos Alfredo F. Cardoso receberam o Ensino Médio, para falar um pouco da evolução do espaço. Eles puderam observar as árvores plantadas por eles no ano de 2016, além de observar formigueiros e se encantarem com as estórias da floresta-escola. 








quinta-feira, 24 de agosto de 2017

CAFE CIENTIFICO ESPECIAL - ESTUDANTES FALAM SOBRE A INICIAÇÃO CIENTIFICA DESENVOLVIDAS NA GRADUAÇÃO








             No dia 24 de agostos os estudantes: Vitor Guniel Cunha, Amanda Devide Garcia, Olga Bruna Carmo dos Santos, Vinícius Dias Netto, Olga Bruna Carmo dos Santos e Thais Castelo Branco Magliano com o Coordenador Carlos Alfredo F. Cardoso, participaram de uma mesa redonda, onde apresentaram os trabalhos desenvolvidos na Iniciação cientifica do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e no Laboratório de Fotobiologia do UNIFESO O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica.
            Os temas apresentados envolveram a Identidade do sagui-da-serra-escuro  (Callithrix aurita),  Sede Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos  pelo estudante Vinícius Dias Netto. O Uso do espaço e comportamento do sagui-da-serra-escuro na Sede Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos pela estudante Amanda Devide Garcia.  
        O segundo tema apresentado foi sobre Estudo etnoecológico com as comunidades Jardim Serrano e Quebra Frascos: explorando as relações dos moradores com o ambiente da Serra dos Órgãos desenvolvido pelo estudante Vitor Guniel Cunha, que chamou atenção dos presentes para a importância da relação entre o homem e o seres vivos que estão presentes na região.
               A estudante Olga Bruna Carmo dos Santos comentou sobre o seu trabalho que estuda uma perereca endêmica e desconhecida em área de visitação intensa: Ololygon melloi Peixoto, 1988, como subsídio à gestão do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) e ao PAN da Herpetofauna da Mata Atlântica do Sudeste.
               Na mesa redonda foi lembrado também o trabalho desenvolvido pelo estudante Edivaldo de Almeida Amaral Junior que desenvolve o projeto Ciência cidadã no Parque Nacional da Serra dos Órgãos: ampliando a participação social e buscando as aplicações na gestão e manejo de fauna.
               Todos os trabalhos apresentados fazem do PIBIC do PARNASO e que serão apresentados no X seminário de pesquisa do ICMBIO e IX encontro de iniciação científica que acontecerá em Brasília de 12 a 14 de setembro, no auditório do Instituto, em Brasília.
              Todos os estudantes foram unanimes em agradecer Jorge Nascimento, Isabela Deiss de Faria, Marcus Machado Gomes e Cecilia Cronemberger analistas ambientais do PARNASO pela ajuda na formação deles.
               A estudante Thais Castelo Branco Magliano explicou o trabalho que vem desenvolvendo no laboratório de Fotobiologia, coordenada pelo prof. Adenilson Fonseca.  A pesquisa com avaliação de compostos fotoativáveis em extrato vegetal que se aplica no ramo da terapia fotodinâmica. Consiste em utilizar propriedades do extrato vegetal como fotosensibilizadores e o laser como fonte luminosa, as propriedades do laser de baixa intensidade que tem características de bioestimulação celular que tem grande importância na terapia fotodinâmica que é considerada um grande avanço na área da saúde que tem como foco promover novas terapias menos agressivas ao ser humano em diversas patogenias de fonte bacteriana.
                 O prof. Leandro Costa, presente ao evento explicou a importância de se preparar para o futuro e de procurar uma boa iniciação cientifica durante a graduação.     






quarta-feira, 23 de agosto de 2017

PRATA DA CASA - Os estudantes de Biologia brilharam na noite!


            


        Foi uma noite para entrar na história do UNIFESO, Festival Prata da Casa, encontro de professores, estudantes e funcionários em dois palcos. Organizado pela Michelle Bronstein e equipe foi mais uma vez sucesso total. Parabéns aos organizadores do evento! 
           Os futuros Biólogos soltaram a voz e fizeram o sucesso na noite! O primeiro a se apresentar foi o Norton Andrade dos Santos e no baixo Vinicius Figueiredo Motta.
     O segundo a se apresentar foi o Pablo Raphael Vieira Fernandes, que cantou rock alternativo/Grunge.
           Encerando a noite o Edivaldo de Almeida Amaral Junior finalizou a apresentação dos biólogos com  músicas autorais que levou o público ao delírio. Parabéns aos estudantes do curso.






segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Apresentação da avaliação docente

        Nos dias 14 e 19 de agosto o prof. Carlos Alfredo apresentou para os estudantes do curso de Ciências Biológicas o resultado da avaliação docente 2017 com as explicações como ele é executado  e os resultados obtidos.  A avaliação docente é  um instrumento que permite o curso melhorar o seu trabalho anualmente. cerca de 83% dos estudantes participaram da atividade. 
          






sábado, 19 de agosto de 2017

BICENTENÁRIO DE VON MARTIUS -



                 Na sexta-feira dia 18 de agosto estudantes de biologia acompanhados pela profa. Ana Lúcia Costa Ribeiro (que participou do apoio cultural), do Coordenador do Curso Carlos Alfredo e da profa. Maria Helena Carvalho da Silva, estiveram na sede Guapimirim do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, onde se localiza o Museu Von Martius, para as comemorações do bicentenário da chegada ao Brasil de Carl Friedrich Philipp von Marthius (Erlanger, Alemanha, 1794 – Munique, Alemanha, 1868) e do zoólogo  Johann Baptist von Spix (1781-1826). Além das homenagens foram apresentadas músicas da época pela Escola de Música da UFRJ.

                Os naturalistas Integravam a missão científica enviada ao Brasil pelos governos bávaro e austríaco. Eles vieram para o Brasil acompanhando a imperatriz Leopoldina na ocasião de seu casamento com D.Pedro I. Martius permaneceu no país entre 1817 e 1820, percorreram várias regiões do Brasil, iniciando pelo Rio de Janeiro, onde fez a seguinte descrição:

             “Embora eu tenha visto em outras partes do Brasil muitas e variadas florestas primitivas, nenhuma me pareceu mais bela e mais amena do que aquelas que, perto da cidade do Rio de Janeiro e recobrindo as encostas dos montes, recebem o nome de Serra do Mar [Serra dos Órgãos](...) Estas florestas me agradaram muito mais que as outras e ficaram para sempre gravadas no meu espírito, não só porque fossem primitivas e, com isso, um presente para os meus olhos espantados, mas na verdade porque excedem em beleza e suavidade.”

          Seguindo a viagem Martius passou com a por São Paulo, Minas Gerais, Góis, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará e Amazonas, onde exploraram a bacia amazônica. Foram cerca de 10.000 Km percorridos pelos naturalistas que descreveram e coletaram um número grande de informações a respeito da flora e fauna do Brasil, além das tradições populares que encontraram ao longo do trajeto.

                O resultado foi à publicação da "Flora Brasiliensis" que foi publicada em 1840 e concluída em 1906, vários anos depois da morte de Martius. A publicação contém 40 volumes foi produzida entre 1840 e 1906 por Carl Friedrich Philipp von Martius, August Wilhelm Eichler e Ignatz Urban, com a participação de  especialistas de vários países. A obra pode ser consultada na internet no endereço http://florabrasiliensis.cria.org.br/index
        
             Von Martius permaneceu no país entre 1817 e 1820 e ao voltar à Alemanha lecionou botânica na Universidade de Berlim e foi diretor do jardim botânico de Munique.

         

domingo, 13 de agosto de 2017

BIOLOGIA DA CONSERVAÇÃO

           Na sexta-feira dia 11 de agosto recebemos a visita da estudante Julia Silva Seixas,  que cursa  Ciências Biológicas na Universidade de Pen State, no Estado da Pensilvânia, EUA. Na palestra foi apresentada o trabalho desenvolvido pela estudante na universidade, na área de biologia de conservação. A estudante também comentou sobre o currículo de graduação e pós graduação nos Estados Unidos, na área de ciências.
            



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

RECUPERAÇÃO DE AVES DE RAPINA








                     
               No dia 04 de agosto os estudantes receberam a visita do Dr. Bruno Silveira (ABFPAR – Associação Brasileira de Falcoeiros e Preservação de Aves de Rapina), para apresentar como são realizadas as atividades de recuperação das aves de rapina. A palestra foi acompanhada com atenção de todos os presentes.  Inicialmente diferenciou as aves formadas pelas ordens:
a) Accipitriformes (águias e gaviões), b) Falconiformes (falcões e carcarás),
c) Cathartiformes (urubus e condores) e d) Strigiformes (corujas).
                    Após a diferenciação das ordens ele explicou como são realizadas as recuperações dessas aves desde a recuperação das penas das asas até o treinamento para soltura na natureza.      





sexta-feira, 4 de agosto de 2017

OS TENTILHÕES DE DARWIN





                    O Café Científico Especial trouxe ao Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) um conceituado pesquisador do Departamento de Biologia da Universidade de Massachusetts Amherst (EUA), o Dr. Jeff Podos, para falar sobre “Os tentilhões de Darwin” (diferentes espécies de pássaros que vivem na Ilhas Galápagos). O encontro aconteceu no dia 2 de agosto, no Campus Antonio Paulo Capanema de Souza, no Alto, “com o objetivo de aproximar os estudantes de Ciências Biológicas e a comunidade das ideias darwinistas”, explicou o professor Carlos Alfredo Franco Cardoso, coordenador do curso.
             Segundo o pesquisador, ele atua com pesquisas de comportamento animal e biologia evolutiva, com foco particular na comunicação animal. “Vim dividir um pouco da minha experiência na observação de tentilhões em Galápagos”.
Fonte:Gerencia de Comunicação - UNIFESO

terça-feira, 1 de agosto de 2017

GRUPO DE HISTÓRIA DA BIOLOGIA


                       No dia 28 de julho foi realizada mais um encontro do Grupo de História da Biologia no Campus Quinta do Paraíso, sob a orientação da porfa. Ana Lúcia. No encontro os estudantes apresentaram os seguintes trabalhos: Lucas Cunha - Histórica Polêmica da Ciência,  Tayane Pereira - O Abieiro: uma  árvore brasileira e o Pablo Rapahel Vieira Fernandes- A subjetividade na evolução.